Pagina Inicial Institucional Serviços Notícias e Eventos Contato Facebook Otorrino Fisio Center
PERDA AUDITIVA RELACIONADA AO TRABALHO (PAIRO)

A doença auditiva relacionada ao trabalho é geralmente conhecida como Perda Auditiva Induzida por Ruído Ocupacional (PAIRO). Entretanto, sabe-se que muitos casos de adoecimento auditivo provocado pelo trabalho são decorrentes de outros fatores, como a vibração, calor e substâncias químicas, embora muito comumente o risco físico (ruído) seja o mais atribuído à perda auditiva.

Dessa forma, a PAIRO é definida como a perda de audição provocada pela exposição por tempo prolongado ao ruído, geralmente bilateral, irreversível e progressiva com o tempo de exposição ao ruído, para a qual não existe tratamento eficaz e nem possibilidade de melhora mesmo após o afastamento do trabalho (Protocolo de PAIR/MS, 2006).

PRINCIPAIS SINAIS E SINTOMAS 

- perda auditiva

- zumbidos

- dificuldade de compreensão da fala

- dificuldade de localização da fonte sonora

- dificuldade de atenção e concentração durante realização de tarefas

- intolerância a sons intensos

- alterações do sono

- dor de cabeça

- tontura

- irritação e ansiedade

- isolamento

 

QUEM SÃO OS TRABALHADORES QUE CORREM O RISCO DE DESENVOLVER PERDA AUDITIVA RELACIONADA AO TRABALHO?

A perda auditiva relacionada ao trabalho é considerada uma das doenças mais frequentes na população trabalhadora estando presente em diversos ramos de atividade entre eles a siderurgia, metalurgia, gráfica, têxtil, construção civil, agricultura, transportes, telesserviços e outros.

 

QUE RISCOS OU PERIGOS PARA A SAÚDE AUDITIVA PODEM ESTAR PRESENTES NO AMBIENTE E NAS SITUAÇÕES DE TRABALHO ?

Conforme mencionado anteriormente o ruído não é o único fator presente no ambiente de trabalho capaz de provocar perda auditiva. Diversos estudos mostram que outros agentes causais (químicos ou ambientais), atuando de forma isolada ou concomitante à exposição ao ruído, podem também ocasionar danos à audição. Dentre eles a exposição à vibração (britadeiras, por exemplo), calor (caldeiras, por exemplo) e substâncias químicas (combustíveis e solventes, por exemplo).

 

COMO CUIDAR DA SAÚDE DO TRABALHADOR EXPOSTO À RUIDO E OUTROS AGENTES OTOAGRESSORES

Considerando que a atenção básica é a porta de entrada do sistema, na suspeita de perda auditiva relacionada ao trabalho, o profissional da atenção básica deve encaminhar o trabalhador para rede de serviços de média e alta complexidade do SUS, para que possa ser submetido à realização de exames audiológicos, que tem por objetivo confirmar a existência de alterações auditivas. No Norte de Minas contamos com o Centro de Reabilitação Auditiva na Alta Complexidade / Centro Núcleo de Implante Coclear Otorrino Fisio Center .É importante lembrar que o profissional de saúde também deve pesquisar informações sobre a história ocupacional do trabalhador a fim de detalhar a exposição e buscar relação entre esta e os sinais e sintomas apresentados.

A avaliação clínica realizada de forma interdisciplinar entre o médico otorrinolaringologista e fonoaudiólogo, é fundamental para o diagnóstico e planejamento terapêutico adequado dos casos de PAIRO. O diagnóstico precoce pode evitar o agravamento da perda auditiva apresentada pelo trabalhador, além disso, norteará a busca ativa de novos casos neste ambiente de trabalho e permitirá que medidas de proteção individual e coletiva sejam adotadas, evitando assim o desencadeamento de perda auditiva em trabalhadores sadios e o agravamento naqueles que já estão adoecidos.

Portanto, a função do fonoaudiólogo e demais profissionais de saúde não se limita ao diagnóstico da PAIRO e suas consequências, deve também envolver o compromisso com a prevenção e promoção de saúde nos ambientes e processos de trabalho.

 

FONTE : www.saude.rj.gov.br

Agende uma Visita clicando aqui!

Comente usando seu Facebook

Serviços
TABAGISMO E ALCOOLISMO    
Ministério lança protocolo de Atenção à Saúde para Microcefalia    
Dia 31 de Maio Dia Mundial Sem Tabaco    
O QUE DEVO FAZER PARA ADQUIRIR O APARELHO AUDITIVO PELO SUS?    
Dia 29 de Abril Dia Internacional de Conscientização Sobre o Ruido    
21 de março: Dia Mundial do Sono    
3 de Março Dia Mundial do Cuidado Auditivo    
A HISTORIA DO IMPLANTE COCLEAR    
Evolução dos Aparelhos Auditivos    
Dia 10 de novembro dia Nacional de Combate a Surdez    
11 de Novembro dia nacional do Zumbido    
DIA 18 DE OUTUBRO DIA DO MÉDICO    
Dia 21 de Setembro e o dia Nacional de Luta Das Pessoas Com Deficiêcia    
CÂNCER DE LARINGE    
DICAS PARA CUIDAR DA SAÚDE NO FRIO    
Exposição ao frio pode agravar doenças respiratórias    
VERTIGEM POSICIONAL PAROXÍSTICA BENIGNA    
Surdez e Depressão    
Surdez Unilateral    
Como saber se você precisa usar aparelho auditivo?    
Cinco motivos para usar aparelho auditivo    
PERDA AUDITIVA RELACIONADA AO TRABALHO (PAIRO)    
Cirurgia do Implante Coclear    
Ronco e Apnéia Obstrutiva do Sono    
Epistaxe    
Doença de Ménière    
Descongestionante nasal pode viciar e causar rinite medicamentosa    
Meu tímpano perfurou, e agora?    
Otite gera dor no ouvido e pode causar surdez    
Calendário da Saúde    
Dicas para uma boa saúde auditiva    
Teste da Orelhinha    
Serviço de atenção a saúde auditiva de média e alta complexidade    
Dicas e Saúde    
SASA e PSF    


















Desenvolvimento: qualitÉ! Tecnologia Otorrinofisiocenter - Saúde Auditiva ® 2013. Todos os direitos reservados.   Administração  Webmail
PÁGINA INICIAL | INSTITUCIONAL | SERVIÇOS | NOTÍCIAS E EVENTOS | FALE CONOSCO
Rua Santa Maria, 86, Centro, Montes Claros (MG), CEP: 39.400-100
adm@otorrinofisiocenter.com.br - (38) 3218-5000 - 3213-3237 - 3218.5001 - 3218.5002 - 0800 032 3237 - 3084.2619