Pagina Inicial Institucional Serviços Notícias e Eventos Contato Facebook Otorrino Fisio Center
Dia 10 de novembro dia Nacional de Combate a Surdez

10 DE NOVEMBRO DIA NACIONAL DE COMBATE A SURDEZ

A Campanha Nacional da Audição volta suas atenções para a surdez infantil, um problema que atinge de 3 a 5 crianças em cada 1000 nascidas no País. Esse quadro se agrava quando o recém-nascido apresenta complicações neonatais e precisa de internação em UTI, onde de 2 a 4 em 100 crianças apresentam algum déficit auditivo. Apesar dos índices preocupantes, a solução está cada vez menos complexa e mais acessível, através de exames preventivos ou ainda da avançada tecnologia dos aparelhos de amplificação sonora. As maiores dificuldades, porém, ainda são a desinformação e o preconceito. Com o objetivo de mudar essa realidade, a Sociedade Brasileira de Otologia lançou a Campanha Nacional da Saúde Auditiva. Com o objetivo de orientar a população sobre a importância da realização de testes como o do pezinho e da orelhinha em recém nascidos, e desmistificar o uso de aparelhos auditivos nas crianças com idade pré-escolar. "É fundamental que os exames de triagem sejam realizados nos primeiros  meses de vida, pois cerca de 50 a 75% das deficiências auditivas são passíveis de serem suspeitadas no berçário através da triagem auditiva. Nessa fase é possível melhorar e até mesmo recuperar a audição em quase 100% dos casos", afirma Dr. Luiz Carlos Alves de Sousa, presidente da Sociedade Brasileira de Otologia.

Lançada em de setembro de 2004, a Campanha Nacional da Audição é um programa de conscientização desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Otologia que aborda os problemas mais comuns que envolvem a saúde auditiva. E uma das maiores preocupações dos médicos está dentro das salas de aula. Cerca de 10 a 15% das crianças em idade escolar são portadoras de algum tipo de deficiência auditiva leve e flutuante, ou seja, apresentam 30% de diminuição da acuidade auditiva. Aproximadamente 2% desses casos exigiriam o uso de aparelhos auditivo. Segundo especialistas, o preconceito ainda é a maior barreira. A deficiência auditiva durante a infância tem um efeito devastador, pois sempre resulta em déficits na recepção e expressão da linguagem, que compromete o desempenho das funções cognitivas, emocionais, sociais e comunicativas da criança.

DICAS PARA O ACOMPANHAMENTO DO DESENVOLVIMENTO DA AUDIÇÃO/LINGUAGEM

 

Recém - nascido     - Acorda com sons fortes

0 – 3 meses           - Acalma com sons moderadamente fortes e músicas

3 – 4 meses           - Presta atenção nos sons e vocaliza

6 – 8 meses           - Localiza a fonte sonora; balbucia sons, ex.: “dada”

12 meses               - Aumenta a freqüência do balbucio e inicia a produção das primeiras palavras; entende ordens simples, ex.: “dá tchau”

18 meses              - Fala, no mínimo, seis palavras.

2 anos                   - Produz frases com duas palavras

3 anos                   - Produz sentenças

 

Dr. Odílio Ribeiro Mendes – Médico Otorrinolaringologista – “alerta que todo neonato ou lactente que não apresentar respostas adequadas na triagem ou no monitoramento, ou ainda no acompanhamento, deverá ser referenciado e ter acesso ao diagnóstico funcional, no Serviço de Atenção à Saúde Auditiva de Alta Complexidade – OTORRINO FISIO CENTER -, que é habilitado pelo Ministério da Saúde”.

As perdas auditivas podem ser prevenidas com hábitos simples, cultivados desde a infância e juventude. Um deles é evitar a exposição à poluição sonora. Em uma conversa normal entre duas pessoas tem a intensidade de 40 a 50 decibéis, enquanto um aparelho de som emite de 100 até 120 decibéis. O contato constante com esses equipamentos pode levar à falência auditiva. Basta uma exposição diária de cinco a 15 minutos por dia com ruídos na faixa de 120 decibéis para sofrer perda de audição.

Estudos revelam que a deficiência auditiva atinge de alguma forma cerca de 70% da população de idosos e fica mais evidente após os 65 anos de idade. Mais de 15 milhões de brasileiros têm problemas de audição, segundo a Organização Mundial de Saúde.

POLUIÇÃO SONORA – (cuidado com os fones de ouvidos)

Os efeitos da poluição sonora no organismo são muitos e dependem do tempo de exposição, da intensidade sonora e da suscetibilidade de cada indivíduo. Pode ocorrer perda auditiva temporária ou permanente, zumbido, intolerância a sons, estresse, ansiedade, dores de cabeça, problemas circulatórios, tonturas, taquicardia, alterações do sono e apetite, liberação de hormônios, insônia. Por isso, é bom evitar ouvir sons muito altos, pois nossos ouvidos necessitam de repouso e descanso. É muito importante utilizar as tecnologias de controle de ruídos existentes, principalmente nas indústrias, utilizados para verificação, identificação, análise e controle dos ruídos. Evitar fazer barulhos desnecessários também é uma medida profilática.

SERVIÇOS/RECURSOS DISPONIVEIS PELO SUS    PARA TRATAMENTO/REABILITAÇÃO SAÚDE AUDITIVA

O CENTRO DE REABILITAÇÃO AUDITIVA NA ALTA COMPLEXIDADE – OTORRINO FISIO CENTER -, atende a população da Macrorregião Norte de Minas (86 municípios) o serviço é habilitado e credenciado pelo Ministério da Saúde – SUS - desde o ano de 2005. Vem ofertando desde então procedimentos de média e alta complexidade através de uma política de qualidade 100% em conformidade com as legislações ministeriais pertinentes ao respectivo programa.

O Programa dispõe de uma equipe multidisciplinar especializada, composta por Fonoaudiólogos, Médicos, Assistente Social e Psicólogo, e tem como objetivo atender a pessoa com deficiência auditiva que necessita de avaliação/diagnóstica, tratamento clínico, seleção, adaptação e fornecimento de aparelhos de amplificação sonora individual (AASI), assim como acompanhamentos e terapias fonoaudiológicas.

A Portaria Ministerial nº 2.073, de 2004, SAS nº587 (Anexo I), define que as ações de Saúde Auditiva devem ocorrer da Atenção Básica aos serviços de Alta Complexidade, compreendendo ações de promoção à saúde auditiva, de prevenção e identificação precoce de problemas auditivos junto à comunidade, assim como ações informativas e educativas, orientação familiar e encaminhamentos, quando necessário, para o Serviço de Atenção à Saúde Auditiva.

Pessoas com alterações auditivas devem procurar a unidade de saúde (CENTROS DE SAÚDE, PSF, ESF, NASF) para que sejam encaminhados ao Centro de Reabilitação Auditiva OTORRINO FISIO CENTER com o objetivo de melhorar sua função auditiva e, paralelamente, o seu desempenho comunicativo.

IMPLANTE COCLEAR

Além de ser referência para o Programa de Saúde Auditiva, a Otorrino Fisio Center é a única clínica em Montes Claros e região autorizada a realizar a cirurgia de Implante Coclear, uma das mais delicadas e complexas cirurgias auditivas, atendendo toda a população do Norte de Minas e as macrorregiões de Patos de Minas, Uberlândia e Uberaba.

O Centro/Núcleo de Implante Coclear OTORRINO FISIO CENTER é responsável por todo tratamento clinico, encaminhamento cirúrgico e de reabilitação, bem como o acompanhamento médico e fonoaudiológico do candidato à cirurgia e pós-operatório.

A avaliação do paciente candidato à Cirurgia de Implante Coclear é realizada em etapas que devem ser obrigatoriamente seguidas e cumpridas junto à equipe de profissionais e o paciente, para que se obtenha o melhor resultado possível em benefício do mesmo.

Para determinar se você é um candidato a realizar a Cirurgia de Implante Coclear, será necessário submeter-se a uma série de avaliações de rotina antes da cirurgia.

Ao contrário da prótese auditiva convencional, o Implante Coclear capta a onda sonora do ambiente por meio do microfone e a transforma em impulso elétrico estimulando diretamente o nervo coclear (nervo auditivo).

Em Montes Claros as cirurgias de Implante Coclear iniciaram em Janeiro/2010, sendo que até hoje  111 pessoas já foram beneficiadas (crianças, jovens, adultos e idosos). A equipe cirúrgica da Otorrino Fisio Center realiza o procedimento cirúrgico no Hospital Dilson Godinho.

Quando a cirurgia acontece na fase pré-lingual, antes dos 3 anos, as chances de bons resultados são muito grandes. Em adultos com períodos longos de privação, muitas vezes, a memória da linguagem oral está distante e a comunicação fica comprometida, mas os resultados obtidos após a cirurgia de implante coclear, também tem registrado excelentes resultados.

SISTEMA DE REQUÊNCIA MODULA - FM

A prescrição do Kit de Sistema FM à criança e/ou jovem com deficiência auditiva deverá seguir os critérios da portaria GM/ 1274-2013, vale ressaltar:

1. Possuir deficiência auditiva e ser usuário de Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) e/ou Implante Coclear (IC);

2. Possuir domínio da linguagem oral ou em fase de desenvolvimento;

3. Estar matriculado no Ensino Fundamental I ou II e/ou Ensino Médio; e

4. Apresentar desempenho em avaliação de habilidades de reconhecimento de fala no silêncio. Sugere-se, quando possível, IPRF (Índice Percentual de reconhecimento de Fala) melhor que 30%, na situação de silêncio. Em caso de crianças em fase de desenvolvimento de linguagem oral, quando não for possível a realização do IPRF, ou a utilização de testes com palavras devido à idade, deve ser considerado o limiar de detecção de Voz (LDV) igual ou inferior a 40 (com AASI ou IC).

Desde a publicação da portaria do Ministério da Saúde, o Centro de Reabilitação Auditiva Otorrino Fisio Center já disponibilizou cerca de 290 kit’s de FM para seus clientes usuários de AASI’s e que já realizaram a Cirurgia de Implante Coclear, e ainda que enquadram nos critérios da respectiva portaria. Aqueles que ainda não foram beneficiados com o Kit FM deverão entrar em conato conosco para maiores esclarecimentos.

 

Conclusão:

A cobertura ampliada no atendimento aos pacientes com deficiência auditiva no Brasil, que antes era feita basicamente na perspectiva da filantropia, vem garantindo a universalidade do acesso, eqüidade, integralidade e o controle social sobre as políticas de saúde auditiva.

O Norte de Minas, conta com Atendimento em Saúde Auditiva, para fins de avaliação e quando necessário a adaptação de Aparelhos Auditivos, Consultas/Exames Especializados e Cirurgias de Implante Coclear, TOTALMENTE custeados pelo Sistema Único de Saúde – SUS, sob a Coordenação do Médico Otorrinolaringologista PROF. DR. ODÍLIO RIBEIRO MENDES; cuja Equipe Multidisciplinar encontra-se capacitada para esclarecer dúvidas e prestar atendimentos a toda população de Montes Claros e região.

Outras Informações sobre o Serviço poderão ser obtidas pelos telefones:

(38) 3218.5000 / 5001/5002/5003 -  3213.3237 - 0800.032.3237 ou nos faça uma visita à Rua Santa Maria – 86 - Centro, Montes Claros/MG. 

Agende uma Visita clicando aqui!

Comente usando seu Facebook

Serviços
TABAGISMO E ALCOOLISMO    
Ministério lança protocolo de Atenção à Saúde para Microcefalia    
Dia 31 de Maio Dia Mundial Sem Tabaco    
O QUE DEVO FAZER PARA ADQUIRIR O APARELHO AUDITIVO PELO SUS?    
Dia 29 de Abril Dia Internacional de Conscientização Sobre o Ruido    
21 de março: Dia Mundial do Sono    
3 de Março Dia Mundial do Cuidado Auditivo    
A HISTORIA DO IMPLANTE COCLEAR    
Evolução dos Aparelhos Auditivos    
Dia 10 de novembro dia Nacional de Combate a Surdez    
11 de Novembro dia nacional do Zumbido    
DIA 18 DE OUTUBRO DIA DO MÉDICO    
Dia 21 de Setembro e o dia Nacional de Luta Das Pessoas Com Deficiêcia    
CÂNCER DE LARINGE    
DICAS PARA CUIDAR DA SAÚDE NO FRIO    
Exposição ao frio pode agravar doenças respiratórias    
VERTIGEM POSICIONAL PAROXÍSTICA BENIGNA    
Surdez e Depressão    
Surdez Unilateral    
Como saber se você precisa usar aparelho auditivo?    
Cinco motivos para usar aparelho auditivo    
PERDA AUDITIVA RELACIONADA AO TRABALHO (PAIRO)    
Cirurgia do Implante Coclear    
Ronco e Apnéia Obstrutiva do Sono    
Epistaxe    
Doença de Ménière    
Descongestionante nasal pode viciar e causar rinite medicamentosa    
Meu tímpano perfurou, e agora?    
Otite gera dor no ouvido e pode causar surdez    
Calendário da Saúde    
Dicas para uma boa saúde auditiva    
Teste da Orelhinha    
Serviço de atenção a saúde auditiva de média e alta complexidade    
Dicas e Saúde    
SASA e PSF    


















Desenvolvimento: qualitÉ! Tecnologia Otorrinofisiocenter - Saúde Auditiva ® 2013. Todos os direitos reservados.   Administração  Webmail
PÁGINA INICIAL | INSTITUCIONAL | SERVIÇOS | NOTÍCIAS E EVENTOS | FALE CONOSCO
Rua Santa Maria, 86, Centro, Montes Claros (MG), CEP: 39.400-100
adm@otorrinofisiocenter.com.br - (38) 3218-5000 - 3213-3237 - 3218.5001 - 3218.5002 - 0800 032 3237 - 3084.2619